Análise Coletiva do Trabalho: quer ver? Escuta

Autores

  • Leda Leal Ferreira aposentada da Fundacentro, SP

Resumo

Resumo: usando como título um poema de Francisco Alvim, a autora explica o que é a Análise Coletiva do Trabalho (ACT), um método de análise do trabalho no qual trabalhadores analisam seu próprio trabalho, em grupos, usando apenas sua fala sobre o mesmo. Depois de ressaltar alguns de suas técnicas, resultados e aplicações, se debruça sobre duas das questões que o método tem suscitado: sobre o conceito de trabalho analisado na ACT e sobre o texto final de uma análise.

Biografia do Autor

Leda Leal Ferreira, aposentada da Fundacentro, SP

Graduada pela Faculdade de Medicina da USP, com especialização em medicina do trabalho pela Universidade Paris VI e doutorado em ergonomia pela Universidade ParisXIII. Pesquisadora titular na Fundacentro onde foi responsável pelo serviço de ergonomia durante vários anos e de onde se aposentou em 2012. Áreas de interesse: análises do trabalho, condiçôes de trabalho, atividade de trabalho,análise coletiva do trabalho.

Referências

ALVIM, Francisco. Poemas (1968-2000). São Paulo: Cosac & Naify: Rio de Janeiro: 7 letras, 2004

ARAÚJO, Clara. Sofrimento Físico, Psíquico e Moral no sector do calçado em Portugal. Contributos para uma Psicodinâmica do Trabalho (resumo). Laboreal, 3, (1), 39-41, 2007.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal, tradução feita a partir do francês de Maria Ermantina Galvão G. Pereira, São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BORGES NETO, João Machado, Porque o duplo caráter do trabalho é o “ponto crucial em torno do qual gira a compreensão da Economia Política?”, Revista de Economia, v. 34, n especial, p111-129. Editora UFPR,2008.

CLOT, Yves. A função psicológica do trabalho. Petrópolis: Editora Vozes, 2006

DEJOURS, Christophe. Trabalho vivo, tomo II, Trabalho e emancipação. Tradução de Franck Soudant, Brasília: Paralelo 15, 2012.

EDITORIAL TEOREMA. Ítalo Calvino, um roteiro. Lisboa: Editora Teorema, 1996.

FERREIRA, Leda Leal. Análise Coletiva do Trabalho. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, 78, 21,7-19. 1993.

___________ Quatro seminários de ergonomia para sindicalistas. In Célia Kiefer; Iracema Fagá e Maria do Rosário Sampaio (org) Trabalho, Educação e Saúde: Um mosaico em múltiplos tons. São Paulo: FUNDACENTRO 2001

FERREIRA, Leda Leal, GONZAGA, Maria Cristina. & DONATELLI, Sandra. Análise Coletiva do Trabalho dos cortadores de cana da região de Araraquara, São Paulo. São Paulo: FUNDACENTRO, 1997.

FERREIRA, Leda Leal, BUSSACOS, Marco Antonio, SCHLITHLER, Célia Regina B., MACIEL, Regina Heloisa. & MIYASHITA, Ricardo. Voando com os pilotos: condições de trabalho dos pilotos de uma empresa de aviação comercial. São Paulo: APVAR. 2ª edição, 1998.

FERREIRA Leda. Leal & IGUTI, Aparecida Mari. O trabalho dos petroleiros: perigoso, complexo, contínuo e coletivo. São Paulo: Scritta,1996. Reeditado pela Fundacentro em 2003.

FERREIRA, Leda Leal, DONATELLI, Sandra, & REIS JUNIOR, Francisco. A. Análise Coletiva do Trabalho de pescadores mergulhadores de lagosta brasileiros, São Paulo. Fundacentro/Delegacia Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte, reeditado pela Fundacentro em 2003.

FERREIRA, Leda Leal, ARAUJO, Tania Maria e BATISTA, José Hélio Lopes. O Trabalho de Professores na Educação Básica na Bahia, São Paulo: Fundacentro, 2009.

FIUZA, Deivison Carregadoras de sonhos, Filme produzido por SINTESE e coproduzido por WG Produções. Sergipe. 2010, em DVD.

GUIMARÃES ROSA, João. Grandes sertões: veredas. São Paulo: Editora Abril cultural. 1983

LEVI, Primo. A Chave estrela. Trad. Maurício Santana Dias. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

MARX, Karl. O Capital. Crítica da Economia Política, Livro Primeiro, Volume I, Tradução de Reginaldo Sant’Ana, Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1971.

SCHWARTZ, Yves. Un bref aperçu de l’histoire culturel du concept d’activité. Activités, 2 volume 4. numero2, pp122-133, 2007.

TORRES, Isabel. Mudanças organizacionais, saúde e bem-estar na banca portuguesa. Idade e sentidos do trabalho numa nova relação salarial (resumo). Laboreal, 2, (2), 62-65, 2006.

VERMERSCH, Pierre. Les connaissances non-conscientes de l’homme au travail. Le Journal des Psychologues (84): 52-58, 1991.

WISNER, Alain. Por dentro do trabalho: ergonomia, método e técnica. São Paulo: FTD/Oboré, 1987.

____________ A. A inteligência no trabalho: textos selecionados de ergonomia. São Paulo: Fundacentro, 1993.

Downloads

Publicado

2015-06-16