Salário Mínimo e Desenvolvimento: Desdobramentos de uma Política de Valorização Real no Brasil

José Celso Pereira Cardoso Jr, Juliano Sander Musse

Resumo


A partir do debate corrente sobre SM e mercado de trabalho no Brasil, este texto realiza discussão acerca dos efeitos benéficos que o movimento recente de valorização anual real do SM teve (e pode continuar tendo) sobre a sociedade brasileira. O conjunto de argumentos apontados encontrou respaldo na experiência brasileira dos últimos anos, prevendo-se para os próximos – tudo o mais constante – uma repetição das mesmas condições. Relevante é que, tendo estado o ambiente macroeconômico relativamente estabilizado e, na visão dos empresários, com perspectivas de crescimento sustentado, os aumentos reais do SM observados na década 2003 / 2013 puderam ser absorvidos pelo sistema econômico em simultâneo ao aumento da ocupação e da formalização dos contratos, da recuperação real dos rendimentos do trabalho, do aumento da massa salarial total, com alguma redução das desigualdades de renda (proveniente, desde 2005, de aumentos mais que proporcionais dos rendimentos dos decis inferiores da distribuição), da queda da pobreza absoluta e relativa e – detalhe crucial – com a carga tributária de vinculação social crescendo acima dos gastos sociais federais. Portanto, conjunção de fatores acontecendo de modo pró-cíclico ao comportamento econômico mais geral, e não em contradição com ele, como infelizmente continuam a supor algumas análises mais conservadoras ou ideologicamente orientadas sobre o assunto.

Texto completo:

Port Eng (English)

Referências


Referências Bibliográficas

ANFIP. Previdência Social e Salário Mínimo: desenvolvimento econômico e social com valorização do trabalho. Brasília: ANFIP, 2007.

ARAÚJO, E. A. As Contribuições Sociais no Brasil Pós CF/88: contribuições ou forma disfarçada de cobrar impostos? Rio de Janeiro: BNDES, mimeo, 2005.

BARROS, R. P. et alli. Uma Avaliação dos Impactos do Salário Mínimo sobre o Nível de Pobreza Metropolitana no Brasil. Brasília: IPEA, TD n. 739, 2000d.

__________________. Aposentadoria e Pobreza no Brasil. Em: MPAS. Previdência, Assistência Social e Combate à Pobreza. Brasília: Coleção Previdência Social, 2000e.

CAMARANO, A. A. (org.) Os Novos Idosos Brasileiros: muito além dos 60. Rio de Janeiro: IPEA, 2004.

CAMPOS, A. G. Regulação Social e Dinâmica Econômica: evidências de complementaridades e perspectivas de políticas públicas. Em: CARDOSO JR., J. C. (org.). Para a Reconstrução do Desenvolvimento no Brasil: eixos estratégicos e diretrizes de política. São Paulo: Ed. Hucitec, 2011.

CARDOSO JR., J. C. & CASTRO, J. A. Políticas Sociais no Brasil: evolução do gasto social federal no período 1995/2002. In: JACCOUD, L. (org.) Questão Social e Políticas Sociais no Brasil Contemporâneo. Brasília: IPEA, 2005.

CARDOSO JR., J. C. & CASTRO, J. A. Dimensionamento e Análise das Finanças Sociais do Governo Federal no Período 1995/2002. Brasília: STN, 2006a.

CARDOSO JR., J. C. & CASTRO, J. A. Economia Política das Finanças Sociais Brasileiras no Período 1995-2002. Campinas: Revista Economia & Sociedade, IE-Unicamp, v. 15, n. 1 (26), p. 145-174, jan./jun. 2006b.

CORSEUIL, C. H. & SERVO, L. M. Salário Mínimo e Bem-Estar Social no Brasil: uma resenha da literatura. Em: LISBOA, M. & MENEZES-FILHO, N. (orgs). Microeconomia e Sociedade no Brasil. Rio de Janeiro-RJ: Contra Capa Livraria, 2001.

DAIN, S. & LAVINAS, L. Proteção Social e Justiça Redistributiva: como promover a igualdade de gênero. Rio de Janeiro-RJ: FASE, 2005.

DELGADO, G. & THEODORO, M. Desenvolvimento e Política Social. Em: Jaccoud, L. (org.). Questão Social e Políticas Sociais no Brasil Contemporâneo. Brasília: IPEA, 2005.

DIEESE. Política de Valorização do Salário Mínimo. Nota Técnica 118, dez/2012.

FRANÇA, A.S. A Previdência Social e a Economia dos Municípios. 6ª edição. Brasília: Anfip, 2011.

IPEA. Brasil em Desenvolvimento: Estado, planejamento e políticas públicas. Brasília: IPEA, edição 2010.

_____. Gastos com a Política Social: alavanca para o crescimento com distribuição de renda. Comunicados do IPEA, nº 75, fevereiro de 2011.

JACOB, C. & ALMEIDA, J. S. G. Endividamento e Resultado das Empresas Industriais no Terceiro Trimestre de 2005. São Paulo: IEDI, 2005.

MONTAGNER, P. O Salário Mínimo e a Dinâmica Social. Em: BALTAR, P., DEDECCA, C. & KREIN, J. D. (orgs.) Salário Mínimo e Desenvolvimento. Campinas: IE-Unicamp, 2005.

PAES, E. Salário Mínimo: combatendo desigualdades. Rio de Janeiro-RJ: Mauad, 2002.

ZOCKUN, M. H. O Atual sistema tributário brasileiro: um obstáculo ao crescimento econômico e à melhor distribuição de renda. In MARCOVITCH, J. Crescimento econômico e distribuição de renda. São Paulo: Editora da USP: Editora Senac, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2319-0574