Uber, superexploração do trabalho e o capitalismo de plataforma em contexto de pandemia: novas e velhas formas de controle e resistência

Gil Felix

Resumo


O artigo constitui difusão científica do conhecimento produzido a partir
do estudo do trabalho de motoristas, entregadores de mercadorias e demais
trabalhadores de plataformas digitais. A partir de características empíricas do
trabalho na empresa Uber, (1) sintetizamos aspectos teóricos do processo de
transformações ocorridas no mundo do trabalho nas últimas décadas (supercirculação);
(2) analisamos as condições específicas de trabalho desses trabalhadores
(superexploração); (3) enumeramos ações classistas recentes (luta de
classes), e, por fim; (4) resumimos algumas implicações que estão colocadas
para a ação política dos trabalhadores e para as ciências sociais do trabalho
hoje.


Palavras-chave


Uber; empresas de aplicativos; uberização; plataformização; superexploração; resistência; globalização; greve; capitalismo de plataforma

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2319-0574