O futuro do trabalho no comércio

Ângela Cristina Tepassê, Rodrigo Fernandes da Silva

Resumo


O artigo tem como objetivo apresentar o perfil e a concentração territorial dos trabalhadores que se encontram em ocupações com alto ou muito alto risco de automação e/ou digitalização de suas tarefas, caso se desenvolva e se absorva efetivamente as tecnologias capazes de substituir essas ocupações, conforme estimado por Frey e Osborne (2013). A análise se concentrou no setor de comércio, no Brasil, no ano de 2018. Adicionalmente, procurou-se identificar novas ocupações e habilidades que podem estar surgindo com o, cada vez mais crescente, comércio eletrônico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2319-0574