A produção da vida

Suzanna Sochaczewski

Resumo


O homem com seu trabalho produz bens, conhecimento, ideias, cultura, monumentos. Produz o humano. Inventa, pinta e borda. Produz riqueza e miséria, alegria e sofrimento. O homem com seu trabalho constrói o mundo, produz a vida.

 

Mas trabalhar não é apenas fazer. Trabalhar é fazer, é pensar, é representar, é sentir. O mundo e o trabalho que o constrói não surgem do nada, não se reproduzem no vazio. A vida se cria em circunstâncias determinadas, fruto de relações entre os homens. Relações sociais. Relações sociais de produção. Todos pertencemos à mesma espécie e, no entanto, a vida, entendida como um conjunto de fazeres, pensares, sentimentos e representações, tem muitas e variadas formas. Esses modos de ser diferem no tempo e no espaço porque são resultado de relações sociais e, com isso, da natureza e das formas que o fazer, o pensar, o representar e o sentir tomam em cada momento histórico. Essa diversidade não diz respeito a indivíduos, mas aos inúmeros modos de organizar a sociedade. O fazer é social, assim como o pensar, o representar e, até mesmo, o sentir.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2319-0574