Pobreza Monetária e Multidimensional no Brasil: estimativas aprimoradas para análise do papel das políticas sociais de 1992 a 2014

Paulo de Martino Jannuzzi, Júlio César Gomes Fonseca

Resumo


Diversos relatórios de agências internacionais, publicações do IBGE e IPEA e estudos elaborados por diversos pesquisadores no país trazem evidências de que o Brasil passou por mudanças sociais significativas ao longo dos últimos vinte cinco anos, em particular no período de 2004 a 2014. Nesse período, observa-se uma diminuição sistemática e sustentada da pobreza, da insegurança alimentar e da desigualdade social ao longo dos anos, mesmo em momentos de conjuntura econômica menos favoráveis. Tais avanços, muito longe de serem resultado natural das forças do mercado ou do boom das commodities no comércio internacional nos anos 2000, foram consequência de um deliberado esforço de políticas públicas desenhadas e ajustadas ao longo de vários anos para esse fim.  Este texto tem, pois, o propósito de trazer evidências empíricas de aspectos da mudança social no país de 1992 a 2014, e interpretá-las como efeitos conjugados da combinação virtuosa de decisões políticas no campo econômico, social e institucional. Apresenta-se, em seções sucessivas as tendências da pobreza monetária, da desigualdade e da pobreza multidimensional ao longo do período mencionado.


Texto completo:

PDF PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2319-0574